Blog 4-3-3

Líbero: de onde veio e para onde foi

Nos primórdios táticos do futebol, a tática que prevalecia no mundo era o WM, esquema que consistia em três defensores, dois meias e cinco jogadores ofensivos. A zaga formada por três jogadores gerava alguns problemas e preocupações: contra os mais avançados jogadores do time adversário os defensores ficavam em situação de mano a mano e uma vez ultrapassados no mínimo um atacante adversário ficaria livre, já que os outros zagueiros ou teriam que guardar sua posição e deixar o atacante avançar so

A geração perdida do Flamengo

O primeiro caso foi o de Djalminha: o meia, após entrevero com um dos medalhões do elenco, o atual técnico do Grêmio Renato Portaluppi, em um jogo contra o Fluminense no finado Torneio Rio-São Paulo de 1993, foi dispensado após a diretoria preferir ficar com o medalhão. O meia foi repassado ao Guarani, que na época era treinado pelo técnico recém saído da Gávea: Carlinhos. O meia passou dois anos mostrando um excelente futebol no Bugre - com uma passagem de 6 meses no Japão no meio - se transfe

As dolorosas finais de UCL perdidas pelo Bayern

Maior vencedor do futebol da Alemanha, com 26 títulos da Bundesliga, 18 copas da Alemanha e 6 supercopas o Bayern também é um colosso europeu: Conquistou 8 títulos a nível continental, com destaque para as suas 5 Champions League, sendo 3 delas consecutivas e colocando na eternidade a geração de Beckenbauer, Meier e Breitner. Mas apesar da sua história na principal competição europeia de clubes ser cheia de glórias, há também pesarosas derrotas nos registros bávaros, sobretudo em finais. Finais perdidas para azarões, pra time com goleiro reserva, gols nos últimos minutos, viradas improváveis, derrota no próprio estádio. As derrotas em finais de UCL do Bayern tem de tudo e é sobre elas que falaremos hoje:
Papo da Nação

Memória Rubro-Negra: FlaxFlu da final do Carioca de 1991

Não há clássico mais charmoso que o FlaxFlu, não há clássico com um nome tão legal (vai lá, tudo bem "grenal" também é um nome legal), não há clássico mais carioca e não há clássico mais poético que esse, cortesia principalmente de Nelson Rodrigues. Afinal, que outro clássico teve seu início 40 minutos antes do nada? E é por isso, e aproveitando a especialíssima final desse domingo, que iremos iniciar nossa nova série falando de um FlaxFlu especial, a última vez que as duas equipes se cruzaram numa final de Carioca. E não foi em 1995...
RISE Esportes

A saída de Neymar

Durante as últimas semanas o mundo do futebol ficou em pavorosa com a possibilidade da saída de Neymar para o Paris Saint-Germain. Muitos duvidaram, outros tantos acreditaram. Fato é que Neymar já se despediu de seus – agora ex – companheiros e irá mesmo se transferir para o clube parisiense. Apesar da revolta dos torcedores blaugranas, o casamento Neymar/Barcelona mostrou desde o início que tinha um prazo para acabar. O jogador brasileiro não demonstra – e nem demonstrava – ser do tipo que fic

Os Portugal x Inglaterra que pararam o mundo

As relações entre Portugal e Inglaterra, do ponto de vista histórico, sempre foram amistosas, com o primeiro acordo diplomático entre as duas nações(na época ainda reinos) datado de 1373 com a Aliança Luso-Britânica. Essa união se fez valer em vários conflitos nos séculos seguintes, como a Guerra da Sucessão Espanhola em 1703 e no auxílio à fuga da Família Real de Napoleão em 1807. Mas no futebol, uma paixão compartilhada entre os dois países, não foram poucos os conflitos. Só na Copa do Mundo foram três confrontos entre as duas seleções, curiosamente todas eles acontecendo em anos terminados em "6" a cada 20 anos - ou 5 Copas - à partir do primeiro confronto, em 1966, colocando frente a frente grandes gerações dos dois selecionados. E é sobre essas partidas que iremos nos aprofundar hoje:
Blog 4-3-3

O homem que foi ao Madrid ganhar a Champions

Quando consumou sua transferência para o Real Madrid no verão de 2001, Zinedine Zidane já era um multi-campeão: tinha conquistado dois campeonatos italianos pela Juventus e já era campeão europeu e do mundo pela sua seleção. Entretanto, faltava-lhe um título em especial, título esse que já por duas vezes esteve perto de conseguir com “La Vecchia Singora” mas perdeu duas oportunidades em seguida. A última, olha só, para o próprio Real Madrid em 98. Real Madrid esse que tirava uma seca de 32 anos
Blog 4-3-3

Estrelas Secundárias #07 – Gento

No timaço penta-campeão europeu do Real Madrid nos anos 50 e 60 os holofotes estavam sempre virados para os craques Alfredo Di Stéfano, Ferenc Púskas e Raymond Kopa, mas um jogador de extrema importância muito esquecido por grande parte do público fazia misérias na ponta esquerda merengue com sua impressionante velocidade, capacidade de drible e precisos cruzamentos. Deixado de lado pelo público e amado pelos madridistas, Francisco “Paco” Gento é o “Estrela Secundária” dessa semana.
RISE Esportes

O maior terror dos colchoneros

No início, o Atlético de Madrid até conseguia fazer valer sua proposta atrapalhando uma melhor transição ofensiva do Madrid, mas passados poucos minutos, os merengues já conseguiam atacar com mais facilidade. Prova disso veio aos 6′: Carvajal avançou pela direita e fez boa tabela com Isco dentro da grande área, o lateral deu um “come” em Godin e chutou de trivela, Oblak deu rebote e a bola bateu em Benzema antes de tocar mais uma vez no goleiro esloveno e ir para escanteio. O gol não demoraria a
RISE Esportes

Espanhóis na Champions: o milagre de Sevilla

Mas como quem não faz leva, aos 22′ após Sergio Rico colocar para escanteio chute à queima roupa de Firmino, Coutinho cobrou e, num replay do primeiro gol e Firmino desviou no primeiro pau – mas dessa vez, foi Mané quem completou de cabeça no segundo. Sevilla 0x2 Liverpool. O golpe final do Liverpool veio aos 29′: contra-ataque dos Reds, Mané foi lançado em velocidade e chutou para a boa defesa de Rico, mas no rebote Roberto Firmino – abusado toda vida – ainda teve tempo de dominar e olhar para
Load More Articles